Blog

Descubra se você tem bruxismo | Tratamento contínuo

Entenda o que é e quais os sintomas do bruxismo

Se ao acordar você está sentindo dores na mandíbula e ainda não começou a investigar a causa, saiba que pode ser um quadro de bruxismo ou briquismo. Lembrando que esta condição pode surgir em qualquer idade. 

Bruxismo (noturno) e briquismo (diurno) é o ato de ranger e/ou apertar os dentes com força, ocasionando desgaste dos dentes. A sua causa está relacionada a fatores genéticos, apneia do sono, refluxo, situações de estresse, tensão, ansiedade e até problemas físicos de oclusão ou fechamento inadequado da boca.

Os principais sintomas são:

  • Dores de cabeça,
  • Dor e estalo na mandíbula,
  • Desgaste visível dos dentes,
  • Dor e zumbido no ouvido,
  • Sensibilidade dentária, entre outros.

Sabia que segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), 40% da população brasileira têm bruxismo. Você não está sozinho nessa. Além disso, 15% das crianças são afetadas.

Problemas causados pelo bruxismo

Alguns pacientes podem ter problemas mais sérios se não tratarem do problema com urgência. O principal é a possível perda o u quebra dos dentes, consequência da pressão sofrida. Outro problema que ocorre é a perda óssea localizada ou generalizada dos maxilares podendo causar mobilidade nos dentes.

O Bruxismo ou briquismo também pode levar a problemas que envolvam a articulação da mandíbula, conhecidos como DTM (Disfunção da Articulação Têmporo-mandibular). 

Para muitas pessoas, o bruxismo é um hábito inconsciente e por isso é difícil ter um diagnóstico precoce. Estas pessoas podem nem mesmo perceber que estão fazendo isto, até que alguém comente que elas fazem um horrível som de ranger de dentes enquanto estão dormindo. Para outras pessoas, é quando fazem um exame dental rotineiro e descobrem que seus dentes estão desgastados ou o esmalte de seu dente está rachado.

Como proteger os dentes 

A melhor indicação para proteção dos dentes é o uso das placas interoclusais ou miorrelaxantes flexíveis de silicone ou as placas rígidas de acrílico. Elas seguem o molde dos dentes de cada paciente e ajuda a proteger os dentes do desgaste sofrido. São feitas sob medida e se ajustam aos dentes. Essa é a melhor maneira de proteger enquanto segue o tratamento contínuo que iremos explicar adiante:

Aprenda a tratar de forma simples

O tratamento mais adequado depende de cada caso e de cada paciente, pois como vimos no início do texto, as causas podem ser diversas. Para fazer um diagnóstico completo, o seu dentista irá fazer algumas perguntas para entender os seus hábitos, além de examinar detalhadamente a sua arcada dentária. Com base nisso tudo e no grau de danos causados, seu dentista poderá sugerir:

  • RELAXAMENTO: A tensão cotidiana é uma das causas principais do bruxismo. Então procure alguma terapia para auxiliar no aprendizado de meios eficazes de controlar situações estressantes. 
  • CALOR: Aplicar uma toalhinha morna e molhada no lado da face poderá ajudar a relaxar os músculos doloridos devido à pressão exercida.
  • DENTISTA: Faça consultas regulares ao dentista
  • AUTO-CONTROLE: Evite apertar os dentes, quando estiver empenhado em uma tarefa ou situação mais complicada
  • EVITE CHICLETES: Procure não mascar chicletes ou mordiscar sistematicamente objetos duros, como pontas de lápis e canetas, por exemplo
  • EXERCÍCIOS: A prática regular de atividade física ajuda a controlar o estresse e as crises de ansiedade que podem favorecer o apertar dos dentes
  • PLACA DE PROTEÇÃO: Não se esqueça de colocar a placa interoclusal ou miorrelaxante antes de dormir. Se o problema se manifestar também de dia, use-a sempre que possível
  • EVITE ALGUMAS SUBSTÂNCIAS: A nicotina do cigarro, álcool, cafeína e drogas também podem aumentar o risco de bruxismo.
Skip to content